E as luzes de 2006 se apagam… O som some e a vida se renova.

Amigo meu, fruto de minha infância, frequentador de meu lar. Simples explicar, amigo!

Corre! Correndo como um vento, lá o vejo sobre as nuvens rindo como se dissesse que sempre estará ali. Sempre rirá quando eu fizer mais uma graça e sempre estará lá quando eu precisar.

Se hoje carrego o caixão que jaz seu corpo inerte, amanhã tenho certeza que ele estará feliz com meus bons pensamentos, boas vibrações.

Tristeza? Nada de tristeza, ele não era triste. Nada que uma partida de RPG não resolvesse. Sim! agora ele “sobe”  com um acerto crítico.

Grandes acertos nos dados da vida quando ainda era altos seus graus de dificuldades que nosso mestre nós impôs.

Agora com todo esse nível acumulado lá vejo ele em níveis epicos, seja nadando contra correnteza ou correndo mais que o vento.

Prefiro vê-lo assim, como grande personagem da vida. Personagem que não mais joga conosco agora, mas estará sempre em nossos corações.

Sempre será nosso amigo, Ivam. Que sua nova jornada seja guiada por bons “dados”. Sempre estaremos aqui perto de tí. Seja para dar ou receber apoio. Até logo.

(Escrevi esse texto ao chegar do seu enterro… em uma folha de papel, queria expressar tudo que senti naquele momento ao vê-lo ser enterrado com seu dado de seis face sob seu caixão…).

Anúncios