naoveraspaisnenhum1.jpg

Você já imaginou como será o futuro?A escassez de todas as coisas que achamos essenciais e que definitivamente não exitiria vida sem elas? É nesse ritmo futurista que encontramos essa obra de Ignácio de Loyola Brandão: “Não verás país nenhum”.

Nome sugestivo não?!Ele deve-se ao fato que no futuro, aos olhos de Brandão, não haverá mais países e sim distritos em que as pessoas precisarão de uma especie de “visto de permanência” para garantir sua estadia. O mais incrível nesse livro é que ele foi escrito em 1981 e muita coisa nele, que parecia ser anormal nequela época, é assustadoramente natural aos nossos olhos.Mais ainda sim há muita coisa no livro que nos faz pensar no quão terrível pode ser o nosso fim. Imaginem só:

Não existiria mais água e as pessoas consumiriam urina reciclada;

A amazônia passaria a se chamar “Desertão amazônico”;

Muitas pessoas mutiladas pelas ruas devido ao uso de desodorantes com aerosol;

E o Nordeste?!Impossível viver lá, uma vez que o sol derreteria qualquer ser que o atravessase. O mais incrível nisso tudo nem é a criatividade ficcionista do autor, mas como ele conseguiu pensar numa coisa dessas na década de 80! Imaginem só! Nem um contemporâneo chegaria a tanto…

Emfim, o livro é fantástico e vale muito a pena dar um lida, mesmo que seja pra se amedrontar um pouco e fechar a torneira quando estiver escovando os dentes.

Anúncios